Pesquisar por:

Sua empresa em concordância com a Lei

Prestação de Serviços e implementação de medidas de segurança da informação e de proteção de dados pessoais, em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei nº 13.709/2018) e demais normas aplicáveis.

Realizar análise periódica e implementar medidas de prevenção, detecção e resposta aos incidentes de segurança, auditorias, antivírus, firewalls, e cuidará da administração do servidor de dados, implementando rotinas de backups, de acordo com as melhores práticas para assegurar a integridade, confidencialidade e disponibilidade dos dados pessoais em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados. 

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no Brasil afeta diversas indústrias e setores, exigindo deles uma adaptação às novas normas de tratamento de dados pessoais. Aqui estão os tipos de empresas que mais terão que se preocupar bastante com a adequação à LGPD, devido à natureza sensível de suas operações e ao volume significativo de dados pessoais que processam:

  1. Imobiliárias, Empresas de Desenvolvimento Imobiliário e Plataformas de Locação: Que gerenciam dados de inquilinos, compradores e vendedores.
  2. Empresas de Tecnologia da Informação: Por lidarem com vastas quantidades de dados, incluindo armazenamento, processamento e transferência de informações.
  3. Plataformas de E-commerce: Devido ao processamento de dados pessoais e financeiros dos consumidores.
  4. Bancos e Instituições Financeiras: Pela manipulação de dados financeiros sensíveis dos clientes.
  5. Operadoras de Cartão de Crédito: Processarem informações de pagamento e dados pessoais.
  6. Empresas de Telecomunicações: Devido à coleta de dados pessoais para contratos de serviço e comunicação.
  7. Provedores de Serviços de Saúde: Hospitais, casas de saúde, clínicas e laboratórios, por lidarem com dados de saúde protegidos e por manterem e armazenarem históricos de atendimento de seus pacientes e clientes.
  8. Planos de Saúde: Por gerenciarem informações sensíveis de saúde dos segurados.
  9. Empresas de Seguros: Por coletarem dados pessoais e financeiros para a elaboração de políticas e gestão de sinistros.
  10. Escolas, Universidades e Instituições de Ensino: Universidades, escolas e plataformas de e-learning, devido ao processamento de dados de estudantes.
  11. Empresas de Recrutamento e RH: Por manipularem dados pessoais no processo de seleção e gestão de funcionários.
  12. Empresas de Marketing e Publicidade: Especialmente aquelas que coletam e analisam dados de consumidores para segmentação e personalização de campanhas.
  13. Empresas de Pesquisa de Mercado: Por coletarem dados pessoais para estudos e análises de mercado.
  14. Plataformas de Mídias Sociais: Devido à vasta coleta e análise de dados pessoais dos usuários.
  15. Empresas de Software como Serviço (SaaS): Pela gestão de dados de clientes através de aplicações em nuvem.
  16. Provedores de Hospedagem de Sites: Por armazenarem dados pessoais de seus clientes.
  17. Empresas de Jogos Online: Devido à coleta de dados de jogadores para registro, personalização e transações dentro do jogo.
  18. Serviços de Streaming de Vídeo e Música: Por processarem dados pessoais para personalização de conteúdo e assinaturas.
  19. Hotéis e pousadas: Por gerirem e armazenarem dados pessoais dos clientes desde a reserva, check-in e check-out, essas empresas precisam estar preparadas e adequadas.
  20. Plataformas de Reserva Online: Empresas de turismo, hotéis e reservas de eventos, por gerirem dados pessoais dos clientes.
  21. Empresas de Transporte Compartilhado e Delivery: Por coletarem e processarem dados pessoais e de localização dos usuários.
  22. Empresas de Tecnologia Automotiva: Especialmente aquelas envolvidas em veículos conectados e dados de condução.
  23. Empresas de Varejo: Que coletam dados de clientes para vendas, programas de fidelidade e marketing.
  24. Empresas de Software e Aplicações: Que coletam dados para personalização, suporte e melhorias de produto.
  25. Serviços de Cloud Computing: armazenar e processar grandes volumes de dados para clientes.
  26. Empresas de Realidade Virtual e Aumentada: Devido à coleta de dados para personalização de experiências.
  27. Empresas de Big Data e Análise de Dados: Por manipularem dados para análise e insights de negócios.
  28. Empresas de Internet das Coisas (IoT): Por coletarem dados através de dispositivos conectados.
  29. Startups de Fintech: Por inovarem em serviços financeiros digitais que envolvem dados pessoais.
  30. Empresas de Segurança Cibernética: Pela manipulação de dados em serviços de proteção de dados.
  31. Agências de Viagens Online: Por coletarem dados pessoais para a organização de viagens.
  32. Plataformas de Crowdfunding: Por gerenciarem dados de doadores e receptores de fundos.
  33. Empresas de Armazenamento e Gestão de Documentos: Que lidam com arquivos físicos e digitais contendo informações pessoais.
  34. Serviços de Saúde Conectada (eHealth): Incluindo aplicativos de saúde e plataformas online que coletam dados de saúde.
  35. Empresas de Biometria e Identificação: Que utilizam dados biométricos para autenticação e identificação.
  36. Empresas de Vigilância e Monitoramento: Que coletam dados visuais e de localização em tempo real.
  37. Serviços Jurídicos e de Consultoria: Que manipulam dados pessoais sensíveis em processos e consultorias.
  38. Empresas de Cobrança e Recuperação de Crédito: Que tratam dados pessoais para fins de cobrança de dívidas.
  39. Organizações Não-Governamentais (ONGs): Que coletam dados de doadores, voluntários e beneficiários.
  40. Empresas de Gestão de Patrimônio e Investimentos: que gerenciam informações financeiras pessoais.
  41. Plataformas de Ensino a Distância (EAD): Que coletam dados pessoais de estudantes e professores online.
  42. Empresas de Energia e Serviços básicos: Que coletam dados de consumo e pessoal para gestão de contas e serviços.
  43. Serviços de Assinatura e Clubes de Membros: Que mantêm dados de membros para personalização e faturamento.
  44. Plataformas de Feedback de Clientes e Pesquisa de Satisfação: Que coletam opiniões e dados pessoais de clientes.
  45. Empresas de Logística e Entrega: Que processam informações de clientes para entrega de produtos.
  46. Empresas de Aluguel de Equipamentos e Ferramentas: Que registram dados pessoais para locação.
  47. Serviços de Catering e Eventos: Que gerenciam dados de clientes e participantes para organização de eventos.
  48. Empresas de Análise de Crédito e Risco: Que utilizam dados pessoais para avaliar a solvibilidade.
  49. Empresas de Desenvolvimento de Produto: Que coletam feedback e dados de usuários para pesquisa e desenvolvimento.
  50. Empresas de Gestão de Riscos e Compliance: Que necessitam tratar dados para análises de conformidade.
  51. Implementar na Empresa as medidas que visem a proteger das principais ameaças à segurança da informação são aquelas que visam comprometer a confidencialidade, a integridade ou a disponibilidade dos dados e sistemas de uma organização.
Chamar no Whatsapp
Posso te ajudar pelo Whatsapp?
Escanear o código
Oi, tudo bem? Se precisar, podemos te ajudar rapidamente por WhatsApp 😃